PUBLICIDADE

Campus UEMS Maracaju passará a ofertar curso de Agronomia em 2021


PUBLICIDADE

21/09/2020 17h35 - Atualizado em 21/09/2020 20h49

Campus UEMS Maracaju passará a ofertar curso de Agronomia em 2021

Curso de Agronomia em Maracaju pode ter vestibular especial e início no primeiro semestre de 2021.

Hosana de Lourdes


Reitor da UEMS - Professor Dr. Laercio Alves de Carvalho durante entrevista ao tudodoms.

Uma reunião bastante positiva com reitor da UEMS (Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul), professor Dr. Laercio Alves Carvalho na tarde desta segunda-feira, dia 21, mostrou como estão os avanços para implantação do curso de Agronomia no polo da universidade em Maracaju.

 

 

A reunião contou com a presença de pessoas dos setores produtivos, representantes do agronegócio, classe sindical, presidente do Sindicato Rural de Maracaju Fábio Caminha, prefeito Maurílio Azambuja, diretor da UEMS no município professor Alex Von Muhlen, presidente da Cooperativa Sicredi,  Emerson Perosa, vereadores Marinice Penajo e Robert Ziemann.   O curso de Agronomia é pedido antigo da sociedade maracajuense, haja vista município ter como base na sua economia o agronegócio, ter atualmente o maior encaminhamento de universitários para outras localidades, assim como em especial uma reivindicação de mais de 30 entidades, cooperativas e representações do município.

 

 

Segundo o reitor esse encaminhamento está sendo feito deverá ser uma extensão do curso em Aquidauana que seguira a  tramitação de aprovação até o início de novembro deste ano. A partir de agora Câmara de Ensino do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UEMS-Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, que convoca os conselheiros para deliberar sobre aprovação de várias Atas, entre elas, a que trata de aprovação do Projeto Pedagógico do Curso de Agronomia na UEMS, campus de Maracaju que tem data de até o final deste mês para receber a documentação. Essa aprovação deverá estar pronta até os primeiros dias de novembro.Reitor da UEMS Professor Dr. Laercio Alves de Carvalho em Maracaju durante reunião.

 

 

 

“A convocação é um dos últimos passos para a implantação do curso em Maracaju. A realidade da implantação deste curso aqui é quase certa, uma luta antiga da comunidade e um anseio de toda a região, já que o curso de Agronomia é esperado pela juventude de toda a região, e abre um novo campo de trabalho, em especial par filhos de agricultores, que formados, poderiam voltar ao campo e ajudar na melhoria da produção agrícola e mais renda para as famílias da área rural, visto que Maracaju possui uma economia pujante, sendo o maior produtor de grãos e conta com excelente polo de pesquisa em tecnologia rural a Fundação MS,” disse professor DR Laercio Alves ao tudodoms.

 

 

 

 

 

 

 

 

A luta pela conquista do curso envolve a Unidade de Aquidauana, o Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, a prefeitura municipal, e tem o apoio público do governador Reinaldo Azambuja. O presidente do Sindicato Rural, Fábio Caminha  que é agronomo lembrou da importância do curso para o município. "Todos nós estamos muito contentes com a notícia da aprovação deste curso, pois teremos mais um instrumento educacional para o fortalecimento do agronegócio em Maracaju,” disse,

 

 

 

 

Passados por todos esses trâmites o reitor lembrou que a UEMS fará um vestibular especial em Maracaju com 50 vagas, já com previsão de início no primeiro semestre de 2021. O prefeito Maurílio Azambuja lembrou que esta é uma luta do início deste seu segundo mandato, que chega para encerrar 2020 com chave de ouro. “Importante destacar as parcerias, hoje não fizemos nada se não juntarmos em prol de um bem maior,” disse. A reunião aconteceu no Recanto do Criador no Sindicato Rural de Maracaju.Professor Dr. Laercio Alves, Prefeito Maurílio Azambuja, presidente do Sicredi Emerson Perosa, presidente do Siruma Fábio Caminha  e o diretor da UEMS Maracaju professor  Alex  - Foto Hosana de Lourdes





PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE